>>>


Reflexão sobre a igreja

Depois de longo recesso pelo período de férias retorno com estes breves pensamentos sobre a vida em comunidade eclesiástica.

Sabe por que Deus quer tanto que nós sejamos uma unidade como igreja? Que o amemos acima de tudo e amemos aos nossos irmãos como a nós mesmos? Pois sua palavra atesta que Ele revelou em nós a glória Dele, e disse que o mundo só ia conhecer essa glória (essa unidade que o Pai, o Filho e o Espírito Santo têm) se também nós tivéssemos unidade.

“Já não estou no mundo, mas eles continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós.” (João 17.11)

E aí vem uma historinha pra terminar ilustrando isso!

Um tijolo sozinho não tem valor nenhum. Deixado ali, no jardim, é inútil, chegando a ser um transtorno. Se o colocamos na rua pode até quebrar um carro ou uma bicicleta... Será partido ao meio ou destruído.

Mas se o Edificador pegar esse tijolo, e o colocar numa parede, ele passa a funcionar de acordo com aquilo com o que foi planejado, e se mantém firme, pois estará bem apoiado pelos outros tijolos à sua volta. Quando cada tijolo é colocado conforme o projeto do construtor, o resultado é uma estrutura útil e harmoniosa.

Esta simples analogia descreve o nosso papel na igreja. Quando intencionalmente seguimos os nossos próprios caminhos, nos tornamos ineficazes e podemos ferir o corpo de Cristo. Mas quando interagimos com outros crentes acabamos colaborando para o cumprimento do propósito de Deus.

Romanos 12. 4 e 5:

“Pois assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma função, assim nós, embora muitos, somos um só corpo em Cristo e individualmente membros uns dos outros.”

A Bíblia é clara, você só terá intimidade com Deus se de verdade amar seus irmãos.
Você só poderá ter comunhão com seus irmãos quando deixar de olhar para alguns deles como pecadores, vacilões ou chatinhos e passar a vê-los como eles são: Filhos de Deus, assim como você é!
Por isso transcrevo I João 4.21:
“quem ama a Deus, que ame também o seu irmão”

Deus nos abençoe neste propósito!

2 Responses to “Reflexão sobre a igreja”

  1. # Blogger Felipe Fanuel

    Prezado André,

    Vc falou sobre um ponto muito importante que é a unidade da igreja. Já ouvi muitas coisas sobre igreja, mas gravo uma frase que ouvi quando criança: "unidade na diversidade". Acho que é isso aí. Da mesma forma que Pai, Filho e Espírito Santo são unidos mesmo sendo diferentes, nós podemos nos esforçar para aceitar as diferenças em nosso meio. Se assim não for, o tijolo será e estará sempre sozinho. O relacionamento com o outro, não apenas com os da igreja, deveria ser nosso princípio de sobrevivência. Por pior que sejamos nisso — eu, pessoalmente, me incluo nesse grupo —, precisamos viver em prol das pessoas, quer como igreja, quer como seres humanos.

    Um forte abraço.

    P.s.: As fotos da sua viagem ficaram ótimas.  

  2. # Blogger João de Séllos

    André,
    Gostei do seu blog.
    Vou linkar seu blog no meu, OK?
    Quanto ao amor ao próximo, há um texto que expressa bem aquilo que Deus quer para nós:"Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, não pode amar a Deus, a quem não viu." I Jo 4:20.
    Um abraço,
    João  

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link



© 2006 filhopródigo | Blogger Templates by GeckoandFly.