>>>


Aleijadinho


Tive a feliz oportunidade de visitar hoje (ontem, dia 5) a exposição Aleijadinho e seu tempo - fé engenho e arte (hospedada no Centro Cultural do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro), um prato cheio e saboroso para os que amam o rico debate entre religião, arte e história.
O argumento da curadoria é muito bom e propõe ao visitante uma caminhada pelas obras do mestre mineiro com a presença do balizmento cronológico necessário para a compreenssão de sua extensa obra enquanto é envolvido por uma interessante e inusitada trilha sonora que, todavia, peca muitas vezes por anacronismo.
Entretanto a exposição está magnífica, contando com obras de outros artistas barrocos do século XVIII mineiro. Além disso conta-nos a história do surgimento das Minas Gerais de nossa terra berço de cidades que abrigaram as obras da mostra, sobretudo Vila Rica, Ouro Preto e Congonhas do Campo.
A homenagem a Antônio Francisco Lisboa alcunhado Aleijadinho - o gênio da escultura barroca no Brasil, mulato, filho bastardo de um proeminente arquiteto das Minas Gerais - foi feita pelo pessoal do CCBB com a majestade e bom gosto que sua obra merece. Destaque para a sala Passos da Paixão, no primeiro andar.
Vale conferir!

1 Responses to “Aleijadinho”

  1. # Blogger Felipe Fanuel

    Mto boa essa exposição, André!
    Eu tb pude apreciar este trabalho artístico no domingo passado. Foi mto bom, principalmente porque estava junto de meus parentes mineiros que vieram para a formatura. Sinto-me orgulhoso de ser filho de uma cultura essencialmente barroca como a cultura de Minas Gerais. Parece que a exposição descrevia o imaginário da região na qual cresci. Aqueles apetrechos todos fazem parte do ambiente cultural do meu estado. Eu realmente me acho um batista barroco, por mais esquesito que se pareça hhahahaha.
    Salve o Aleijadinho!
    Forte abraço.  

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link



© 2006 filhopródigo | Blogger Templates by GeckoandFly.